Assassin’s Creed: a saga de um clã de assassinos

Jogado em terceira pessoa – onde o jogador assume um personagem observando-o por completo – a saga Assassin’s Creed chega a 2011 com quatro episódios. Misturando ação com estratégias e história, o personagem principal é um assassino com a missão de matar outros personagens específicos, interagindo com os cenários de cidades antigas, mantendo-se o mais imperceptível possível, decifrando pistas e interagindo com personagens secundários para localizar e emboscar seus alvos sem ser localizado e capturado pelos guardas.

A história começa a ser contada no primeiro episódio da série lançado em 2007. Assassin’s Creed mostra o personagem Desmond, nos dias atuais, sequestrado por uma indústria chamada Abstergo, a fim de participar da experiência de recuperação de memórias passadas através do DNA, no chamado projeto Animus.

Nessa experiência Desmond revive as memórias de seu ancestral Altaïr, membro de um clã de assassinos que viveu na época da Terceira Cruzada. E principalmente os fatos no ano de 1191 onde teria assassinado 9 Templários e roubado um artefato místico e histórico chamado de ‘Pedaço do Éden’, vagando entre as cidades de Jerusalém, Acre, Damasco e Masyaf – a fortaleza dos assassinos. Reviver essas memórias como se estivesse repetindo-as é a missão de Desmond, além de descobrir o mistério atrás das pequisas da Abstergo a que serve de cobaia.

Assassin’s Creed II é o segundo capítulo da saga, lançado em 2009. Desta vez o protagonista é Ezio, e a história é contada entre os anos de 1476 a 1499. Após os eventos do primeiro episódio Desmond e Lucy – aspirante a assassina – fogem para o esconderijo dos assassinos.

Lá uma nova máquina para recuperação das lembranças é desenvolvida, apesar dos recursos reduzidos. Através delas que Desmond alcança as memórias de Ezio e reviverá suas missões na Itália, durante a época do Renascimento, onde auxiliará seu tio Mario na luta contra os Templários e buscará vingança pela morte de sua família.

O Terceiro episódio da saga é Assassin’s Creed Brotherhood, com o jogador controlando o mesmo personagem anterior: Ezio Auditore de Firenze, chegou aos consoles em 2010. Depois da invasão da Villa Auditore pelo exército Borgia, no final do capítulo anterior da saga, ano de 1499, o tio de Ezio é assassinado e a ‘Maçã do Éden’ é roubada dos Assassinos.

A história vai recomeçar no ano de 1503, Ezio já como Mestre Assassino que vai a Roma para angariar discípulos, aumentando seu grupo e recuperar o precioso artefato. O jogador terá a oportunidade de investir na cidade de Roma, decadente pelo domínio do govero corrupto dos Templários, cuja sede é o território do Vaticano, promovendo a revolução através do povo contra esse domínio. Assim como nos episódios anteriores, o Parkour é a principal técnica de deslocamento, o personagem poderá dispor de novas armas e técnicas para as missões para assassinar inimigos de forma sorrateira.

O game ganha o módulo de jogo multiplayer on line com missões diferentes do módulo single player.

E 2011 é a vez do quarto e emocionante episódio da saga: Assassin’s Creed Revelations. Desta vez, Desmond reviverá as lembranças dos dois personagens anteriores: Altaïr e Ezio. O cenário agora é a cidade de Constantinopla, capital do Império Otomano, no ano de 1511, além da fortaleza dos assassinos, Masyaf.

A missão do jogador é reunir artefatos místicos que explicarão o elo entre os três personagens principais da saga. Controlando os personagens em diferentes fases do jogo, o objetivo é montar o quebra cabeça das memórias dos ancestrais de Desmond e derrotar os Templários que agora ameaçam dominar toda Constantinopla. O módulo Multiplayer também retorna neste episódio.

Trailer de Assassin’s Creed Revelations:

Comente este artigo