Gente de Sorte

Os fatos podem ser vistos como golpes de azar. Mas as consequências do que vem depois – ou não – podem mudar o ponto de vista. Essa é a história contada em Gente de Sorte (The Lucky Ones-2008), misturando comédia, drama e um pouco de romance, tudo num tom bem leve, apesar de deixar boas lições e trazer assuntos sérios à pauta.

Colee (Rachel McAdams, de Sherlock Holmes e Vôo Noturno), TK (Michael Peña, de Leões e Cordeiros e Atirador) e Cheaver (Tim Robbins, de O Suspeito da Rua Arlington e A Roda da Fortuna), estavam no exército em missão no Oriente Médio quando ferimentos de batalha os levam de volta para casa.

Colee e TK ganharam 30 dias de folga, enquanto Cheaver passou para a reserva depois de uma cirurgia nas costas. Quando chegam aos Estados Unidos se deparam com um recente apagão que cancelou todos os vôos do aeroporto JFK. Cheaver decide alugar um carro e acaba dando carona aos outros dois, com a condição de dividir as despesas.

Cheaver volta para sua esposa e filho para retomar sua vida, depois de 2 anos no exterior. TK vai ao encontro da namorada, enquanto Colee traz o violão de seu ex-companheiro que, após socorrê-la quando levou um tiro acaba morto. Sua ideia é devolver o violão à família e tentar ganhar um novo lar durante seu retorno.

Uma série de eventos de azar começam a se suceder enquanto viajam atravessando o país em busca de seus destinos e uma bela amizade vai surgindo entre os três. A cada desencontro, uma nova razão para se aproximarem mais.

Um elenco forte com uma história bem executada, num formato leve e interessante de acompanhar, dirigida por Neil Burger, que esteve a frente de O Ilusionista e Sem Limites.

Comente este artigo