No Tempo

Numa história diferente e com um rítmo dinâmico, O Preço do Amanhã  (In Time-2011), do diretor Andrew Niccol (de O Senhor das Armas), mostra um futuro onde a humanidade conseguiu controlar geneticamente o envelhecimento. Todos envelhecem até os 25 anos e quando completam essa idade o relógio que possuem implantado no braço esquerdo começa a contagem regressiva de um ano. Além disso, a moeda mundial tornou-se o próprio tempo de vida que cada um possui: os mais pobres lutam para permanecerem vivos enquanto os ricos  vislumbram a própria eternidade.

Nesse cenário é que Will Sallas (Justin Timberlake, de Rede Social e Professora Sem Classe) trabalha duro em uma fábrica para ajudar sua mãe, Rachel (Olivia Wilde, de Tron O Legado e da série House), a pagar as contas e dívidas que vão se acumulando. Vivendo na periferia, demarcada por fronteiras chamadas de fusos horários, a violência é retratada por Fortis (Alex Pettyfer, de Alex Rider Contra o Tempo e Distúrbio) que comanda um grupo de ladrões de tempo. Para vigiar e proteger o tempo – a moeda mundial, Leon (Cillian Murphy, de A Origem e Amor Extremo) não mede esforços e recursos para controlar tudo e todos.

Depois de topar com um ricaço em um bar de sua região, Will o salva de um confronto com Fortis e acaba recebendo de presente mais de um século de vida. Mas o presente se revela praticamente uma maldição, quando passa a ser perseguido por Leon e os guardiões por assassinato. Chegando a New Greenwich conhece a jovem milionária Sylvia Weis (Amanda Seyfried, de Mamma Mia! e Cartas Para Julieta) e juntos passaram por uma reviravolta na vida de ambos em busca de uma possível liberdade e contra as regras do sistema.

Comente este artigo