Cartas para Deus

Alguns filmes tem a capacidade de tocar fundo no coração das pessoas e trazer uma mensagem capaz de mudar a forma como enfrentam suas batalhas, dia após dia. Assim é com ‘Cartas para Deus’ – Letters for God (2010) – que conta a história do garoto Tyler (Tanner Maguire), que as 8 anos luta contra um câncer no cérebro. Após a morte do pai, sua mãe Maddy (Robyn Lovelyn, de Siga o Mestre) se dedica com muito amor e carinho ao tratamento do filho.

Essa dedicação faz com que seu filho mais velho, Ben (Michael Bolten, de O Primeiro Amor) se sinta abandonado. Maddy vai retomar seu trabalho como enfermeira e contará com  ajuda de sua mãe Olivia (Maree Cheatham, de Meu Trabalho é Um Parto e Território Restrito) para revezar os cuidados com Tyler. E quem está sempre por perto é sua melhor amiga Sam (Bailee Madison, de Ponte para Terabitia e Entre Irmãos), companheira de todas as horas e defensora incansável.

Nesse período, o antigo carteiro precisa tirar uma licença para descançar. Para substituí-lo é chamado Brady (Jeffrey Johnson, de Helter Skelter), mesmo contrariado e amargurado com o rumo da própria vida. Assim que começa seu roteiro, que inclui entregas na casa de Tyler, tem contato com o garoto e suas cartas endereçadas a Deus. Na central dos Correios, seu chefe diz que ele é o responsável pelas cartas enviadas por Tyler e tem a liberdade de fazer o que achar melhor com elas.

Sentindo que simplesmente destruí-las ou jogá-las fora não é o correto, começa uma busca pela decisão certa a tomar, enquanto começa a conviver com a vizinhança e a própria família de Tyler, como uma nova chance de acertar o rumo de sua vida.

 

Com uma mensagem simples e sincera, o filme mostra para toda a família a força conquistada pela fé e a descoberta que todos possuem um papel importante para sua vida e uma missão para com aqueles que nos rodeiam.

Comente este artigo