A Fera

Da considerável lista de adaptações de contos de fadas para o cinema, chegou a vez de uma nova roupagem para a clássica história de A Bela e A Fera. Numa roupagem bem atual, A Fera (Beastly-2011) conta essa história através de jovens no início da faculdade, exatamente onde Kyle (Alex Pettyfer, de Alex Rider Contra o Tempo e Distúrbio) está em um discurso pela presidência estudantil. Esse discurso é cheio de apologia à beleza, tratada como o único motivo para o sucesso, ao mesmo tempo que feios e estranhos são fadados ao fracasso e à marginalização.

A plateia ovaciona Kyle, mas uma espectadora em especial fica bem irritada. Olhando seu discurso à margem, Lindy (Vanessa Hudgens, de High School Band e Os Thunderbirds) não esconde seu encanto por Kyle, mas também não concorda plenamente com suas palavras, acreditando que é mais do que demonstra em seu discurso.

  

Ao voltar para casa, à noite, Kyle recebe a visita de Kendra (Mary-Kate Olsen, da série Samantha Who?), a espectadora esquisita a quem transformou em chacota. Kendra na realidade se mostra como um bruxa e lança sobre Kyle um feitiço para castigá-lo: sua beleza torna-se uma fisionomia bizzarra, com cicatrizes, deformações e marcas estranhas. A única forma para quebrar o encanto é conseguir receber um declaração de amor sincera dentro de até um ano.

Kyle se desespera e acaba isolado pelo próprio pai em uma cobertura onde passa a ter contato apenas com a empregada Zola (Lisa Gay Hamilton, de Destinos Ligados e O Segredo de Charlie) e com seu tutor – um cego chamado  Will (Neil Patrick Harris, de Os Smurfs: O Filme e Tropas Estelares). Agora deverá sair em busca de um amor verdadeiro e, mais que isso, permitir que seu verdadeiro eu, mais justo e compreensivo, apareça por detrás da sua bizarra aparência.

Comente este artigo