Em Nome do Rei 2

Granger (Dolph Lundgren, de Os Mercenários e Ação e Reação) é um militar aposentado mestre em artes marciais. Depois de uma aula para as crianças que ajuda, volta para casa sozinho. É surpreendido por homens encapuzados que tentam matá-lo. Quem vem em seu socorro é uma mulher que utiliza um talismã para abrir um portão e levá-lo para outro tempo, numa era medieval.

 

Capturado assim que chega ao seu destino, Granger é levado até o Rei Raven (Lochlyn Munro, de Freddy X Jason e Marcados para Morrer) que lhe fala sobre uma profecia antiga na qual indica o soldado de outro tempo como o escolhido. Sua missão é matar a líder dos rebeldes que ameaça o reino, a Santa Mãe (Christina Jastrzembska, de Lua Nova). Para cumprir seu legado, o rei determina que parta rumo ao refúgio dos rebeldes em companhia da médica Manhatten (Natassia Malthe, de Elektra e DOA: Vivo ou Morto) e o guarda real Allard (Aleks Paunovic, de Por Amor).

 

No meio do caminho o grupo terá que enfrentar o ataque dos Sombrios, os guerreiros da Santa Mãe. Apesar de estar em outra época, Granger decide ir até o final e cumprir a estranha profecia para entender como foi parar naquele lugar e achar o caminho de volta para casa.

 

Em Nome do Rei 2: Entre Dois Mundos (In The Name of the King 2: Two Worlds-2011) é uma co-produção alemã e canadense, dirigida por Uwe Boll que aproveita a tecnologia 3D para incrementar o ambiente medieval. O filme dá continuidade ao primeiro filme desta série, Em Nome do Rei, também dirigido por Uwe, que além esteve à frente de Bloodrayne, Bloodrayne 2:Libertação, Far Cry: Fuga do Inferno, Manhã Sangrenta e Seed: Assassino em Série.

Comente este artigo