Beleza Adormecida

Lucy (Emily Browning, de O Mistério das Duas Irmãs e Sucker Punch: Mundo Surreal) leva uma vida corriqueira, entre a faculdade e os trabalhos que a ajudam com seus gastos pessoais. Apesar de trabalhar duro, ela tem dificuldades para pagar sua parte do aluguel que divide com outros dois amigos. Além disso, Lucy gosta de sexo casual e não se preocupa com as consequências de viver novas experiências, nem mesmo usar drogas.

 

Depois de ameaçada por seus colegas de ser expulsa da casa onde moram, Lucy resolve concorrer a um trabalho novo, com promessas de bons ganhos. Lucy conhece Clara (Rachel Blake) que lhe oferece um serviço diferenciado: passará horas dormindo sob efeito de sedativos para participar das fantasias eróticas de alguns clientes. Assim ela mergulha numa experiência que ela realmente não sabe ao certo o que é.

 

Num clima de completo mistério Lucy se entrega ao novo trabalho como freelancer, atraída por ganhos interessantes, mas sem saber ao certo que realmente se passa no quarto onde adormece e acorda horas depois, tonta sob o efeito dos sedativos. Lá fora, sua vida continua da mesma forma inconsequente como sempre levou, chegando tarde das noitadas sem rumo, ou na faculdade aos trancos e barrancos.

 

Essa produção australiana dirigida por Julia Leigh em seu filme de estréia na direção,’ Beleza Adormecida‘ (Sleeping Beauty-2011) mistura  cenas do dia-a-dia com cenas chocantes e provocantes, mostrando Lucy como pessoa completamente comum, mas ao mesmo tempo controversa nas escolhas que faz e como direciona sua vida.

Comente este artigo