Lola

Lola (Miley Cyrus, de Hannah Montanna) é uma adolescente que, como várias outras, possui um grupo de amigos e muitos, muitos problemas para solucionar e nenhuma experiência para lidar com eles. Entre amizades e namoros, as confusões de sentimentos estão a cada dia mais difíceis de entender. Seu refúgio é escrever em seu diário e, quando dá, deitar abraçada com sua mãe Anne (Demi Moore, de Um Plano Brilhante e Uma Cidade Sem Lei). Apesar de já ter três filhos e ser divorciada, a história que se desenrola mostra que Anne passa por conflitos bem parecidos com os de sua filha Lola.

Anne teve uma recaída com seu ex-marido Allen (Thomas Jane, de O Justiceiro) e tem alguns encontros tórridos com ele. Até que Anne conhece James (Jay Hernandez, de Ladrões e O Albergue) um policial que encontra na saída do tribunal, justamente no dia em que perde sua carteira de motorista. Enquanto isso, Lola vive a desilusão de ver seu ‘amor eterno’ se desmanchar quando o antigo namorado confessa tê-la traído durante as férias.

Confusa, busca cada vez mais abrigo junto de seu melhor amigo Kyle (Douglas Booth) enquanto o sentimento entre eles começa a ficar mais forte. Durante um ano inteiro mãe e filha vão tentar se encaixar em seus próprios relacionamentos e encarar que, apesar de seus mundos tão afastados pela idade de cada uma, sempre poderão contar uma com a outra.

Lola‘ (Lol-2012) é dirigido por Liza Azuelos, em um cenário bem conhecido do público jovem, suas angústias, diários, mensagens instantâneas e o eterno duelo com os pais que não os compreendem. Uma comédia romântica que vai muito além do amor entre namorados, mas sim entre mãe e filha.

Comente este artigo