A Casa Silenciosa

Sarah (Elizabeth Olsen, de Poder Paranormal), uma jovem garota que volta à casa de veraneio da família, acompanhada do pai John (Adam Trese, de 40 Dias e 40 Noites) e do tio Peter  (Eric Sheffer Stevens, de Julie & Julia), para reformar e limpar a casa que será vendida. Há pouco tempo terminou um namoro e a viagem lhe servirá como algum consolo e distração. Depois de muito tempo sem ser usada pela família, a casa foi invadida e depredada, causando grandes prejuízos.

 

Sem energia elétrica, John e Peter tentam localizar onde a fiação está prejudicada para estabelecer novamente a força. Enquanto acompanha os trabalhos, Sarah ouve barulhos estranhos dentro da casa. Sarah começa a ficar assustada e com a sensação de ser observada. Próximo do final da tarde, recebe a visita de uma antiga colega de infância que lembra de momentos vividos em verões passados, mas apesar do esforço, Sarah não consegue se lembrar das mesmas coisas, mas marcam de se encontrarem mais tarde para colocar o papo em dia.

 

Só que os ruídos começam a ficar mais intensos e logo Sarah percebe que não estão sozinhos. Depois que Peter sai para buscar outros materiais e ferramentas, Sarah vê o vulto de alguém que a persegue pelos cômodos da casa. Ela vê seu pai ferido após ser atacado, possivelmente pela mesma pessoa que está tentando agarrá-la. Desesperada, ela vai tentar fugir, procurar por ajuda, sem saber o motivo que poderia ter levado alguém a atormentá-los.

‘A Casa Silenciosa’ (Silent House-2011) é gravado em uma perspectiva diferente, os diretores Chris Kentis (Mar Aberto) e Laura Lau (que auxiliou Chris Kentis como produtora de Mar Aberto) utilizam uma única tomada para mostrar toda a história, deixando o filme ainda mais interessante, tornando uma experiência completamente diferente do que já se viu!

Comente este artigo