Os Mercenários 2

 

Com a recita dos grandes filmes de ação da ‘velha guarda’, ‘Os Mercenários 2 (The Expendables 2-2012) retorna ainda mais explosivo e com muito mais estrelas no elenco. Já de cara, a equipe de mercenários enfrenta a tarefa de invadir a uma fortaleza para libertar um rico prisioneiro. Barney Ross (Sylvester Stallone, de Rambo 4 e Cop Land), Lee Christmas (Jason Statham, de O Código e Carga Explosiva), Yin Yang (Jet Li, de O Reino Proibido e Rogue: O Assassino), Gunnar Jensen (Dolph Lundegren, de O Missionário e Caçadores de Diamantes), Hale Caesar (Terry Crews, de As Branquelas e Gamer), Toll Road (Randy Couture, de Escorpião Rei: A Saga de um Guerreiro) e Bill the Kid (Liam Hemsworth, de A Última Música e Triângulo do Medo) mandam bala e explodem tudo pela frente.

 

Cumprida a missão, todos voltam para casa. Mas sem muito tempo para comemorar, Barney recebe a visita indesejada de Church (Bruce Willis, de Xeque-Mate e Sin City: A Cidade do Pecado) que o obriga aceitar outra missão suicida para limpar definitivamente sua ficha. A contragosto, também o obriga a aceitar ajuda de uma especialista em decodificação de senhas, Maggie (Nan Yu, de Caçadores de Diamantes), causando verdadeiro embaraço entre os valentões por terem a companhia de uma mulher em sua missão.

 

Só que eles não são os únicos no encalço de um precioso artefato capaz de localizar uma série de ogivas nucleares escondidas na antiga União Soviética: o bando de Vilain (Jean-Claude Van Damme, de JCVD e Soldado Universal) está disposto a levantar um prêmio incalculável pela venda das ogivas. Depois de perder o primeiro embate com Vilain, o grupo de Barney terá que correr atrás para recuperar o artefato. E no meio do caminho serão obrigados a contar com a ajuda de Booker (Chuck Norris, de Bradock: O Super Comando e Comando Delta 2: Conexão Colômbia) e Trench (Arnold Schwarzenegger, de Comando para Matar e O Sexto Dia).

 

Tiros e explosões generosas mantém a trilha sonora acelerada ‘na bala’ na aguardada sequência de ‘Os Mercenários‘, arrancando entusiasmo do espectador e garantindo excelentes risadas com as pitadas de ironia que os personagens fazem com os próprios atores, satirizando em belas alfinetadas seus principais papéis que os transformaram em verdadeiras lendas dos filmes de ação. Desta vez a direção ficou por conta de Simon West (Assassino a Preço Fixo e Con Air: A Rota de Fuga) que caprichou nos efeitos especiais e no quebra-quebra.

Comente este artigo