O Dobro Ou Nada

Beth (Rebecca Hall, de Atração Perigosa e O Retrato de Dorian Gray) é um dançarina desempregada que decide mudar para Las Vegas. Precisando de trabalho ela consegue a indicação de uma das amigas para trabalhar com Dink (Bruce Willis, de Xeque-Mate e Sin City: A Cidade do Pecado). Dink é excelente com números e possui um escritório de apostas. A especialidade de Dink é apostar em cavalos, principalmente em azarões, o que lhe rende um ótimo lucro.

O-Dobro-ou-Nada_1 O-Dobro-ou-Nada_2

Beth também é boa com número e no primeiro dia de trabalho Dink persebe que ela pode ser um ótimo pé-de-coelho. Dink contrata Beth para atender telefone, realizar apostas e transportar dinheiro daqui para ali, entre as casas de apostas. Só que essa harmonia pode vir abaixo com o retorno da esposa de Dink. Tulip (Catherine Zeta-Jones, de Novidades no Amor e Armadilha) é extremamente ciumenta e possui fama de infernizar as garotas que tentam trabalhar com Dink.

O-Dobro-ou-Nada_4 O-Dobro-ou-Nada_3

E nesse clima de confusão Dink vai ter que escolher entre a competência e sorte de Beth e a proximidade de Tulip, a quem considera trazer-lhe muito azar, uma verdadeira pé-frio. Beth então terá que se virar e acaba indo trabalhar com Rosie (Vince Vaughn, de Penetras Bons de Bico e O Dilema), outro agente de apostas como Dink, mas que não se importa de forma alguma com legalidade. Aliás, ele trabalha em uma cidade onde agenciar apostas é crime.

O-Dobro-ou-Nada_5 O-Dobro-ou-Nada_6

‘O Dobro Ou Nada’ (Lay The Favorite-2012) é dirigido por Stephen Frears (Coisas Belas e Sujas  e Sra. Henderson Apresenta), com uma história de sonhos a realizar, um mundo cheio de possibilidades e um chefe de coração mole capaz de tratar seus funcionários da pior forma possível, mas também como fiel protetor.

Comente este artigo