Um Monstro em Paris

Em Paris, Emile (Sébastian Desjours) trabalha como projetista num cinema e adora filmes. Além de filmes, ele também tem uma queda por Maud (Ludivine Sagnier, de Paris, Te Amo e As Aventuras de Molière), que trabalha na bilheteria do mesmo cinema que ele. Apesar de ensaiar várias vezes para convidá-la para sair, sempre lhe falta coragem na hora ‘H”. Em um dia após o trabalho, Emile sai com seu melhor amigo Raoul (Gad Elmaleh, de Amar… Não Tem Preço e Contratado para Amar) para fazer alguma entregas em sua caminhonete, cheia de equipamentos que ele mesmo inventou.

UmMonstroEmParis-00 UmMonstroEmParis-01

Uma de suas entregas é na casa de um cientista amigo de Raoul. Lá eles são recebidos pelo mordomo macaco que conseguem enganar para poder entrar na casa. Raoul não resiste aos seus impulsos de inventor e acaba fazendo uma mistura bombástica que acaba gerando um resultado totalmente inesperado: um monstro surge das sombras e foge pelo telhado. Só que aquele monstro não é exatamente aterrorizante como a maioria dos cidadãos de Paris começa a achar.

UmMonstroEmParis-02 UmMonstroEmParis-03

Longe dali, Lucille (Vanessa Paradis) está pronta para mais um show, aonde cantará para os espectadores de seu teatro. Enquanto está prestes a entrar, recebe a visita do mostro. Depois do susto, ela percebe que o monstro possui um dom maravilhoso: uma voz suave e afinada que canta melodias lindas. Assim, Lucille, que secretamente também é o amor de Raoul, vai acabar ajudando a dupla de amigos atrapalhados a resolver o problema do monstro que assusta Paris.

UmMonstroEmParis-04 UmMonstroEmParis-05

‘Um Monstro em Paris’ (Un Monstre à Paris-2011) é uma adorável animação francesa, com capricho e qualidade que não deixa nada a desejar aos mais famosos estúdios. Produzido em 3D, é dirigido por Bibo Bergeron (O Espanta Tubarões), com uma história cativante sobre a jornada de um ser estranho com o desejo simples de cantar e agradar a quem ouví-lo, enquanto foge daqueles que julgam sua aparência como ameaçadora e monstruosa.

Comente este artigo