Lovelace

Linda Lovelace foi um ícone das telas na década de 1.970 quando seu trabalho ficou mundialmente famoso através do filme pornô ‘Garganta Profunda’. Sua biografia agora é, também, contada através de um filme. Linda (Amanda Seyfried, de Garota Infernal e Trair É uma Arte) era uma jovem extrovertida que em sua adolescência era reprimida pela mãe Dorothy (Sharon Stone, de Instinto Selvagem e De Golpe em Golpe) e pelo pai John (Robert Patrick, de O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final e Busca Explosiva). A bem da verdade, os dois tinham algum motivo para isso.

Lovelace - 01 Lovelace - 02

Mas influenciada pela amiga da escola Patsy (Juno Temple, de Os Três Mosqueteiros e Inquilino Desajeitado), ela acaba saindo para curtir algumas festas. Numa delas Linda conhece Chuck (Peter Sarsgaard, de Soldado Anônimo e Plano de Vôo), um envolvente galanteador que acaba conquistando a jovem que, a essas alturas, está bem carente. Apesar de mais velho, Chuck se demonstra um cavalheiro e quer que seu namoro com Linda siga dentro dos costumes. Para isso se oferece para conhecer os pais de Linda e pedir permissão para o namoro. Mas entre quatro paredes Chuck ensina a Linda algumas formas diferentes de sexo, por assim dizer.

lovelace d1 _66.NEF lovelace d20_215.NEF

A história dos dois acaba em casamento. Apesar das aparências, a vida de Linda não é um mar de rosas e a atividades que Chuck tem como trabalho colocam os dois numa situação complicada. Com dívidas, Chuck se mostra muito mais que um marido, oferecendo Linda praticamente como um produto, chegando aos grandes produtores de filme pornô da época, como Hugh Hefner (James Franco, de O Grande Ataque e Planeta dos Macacos: A Origem) e Anthony Romano (Chris Noth, de Sex and the City: O Filme e Julio Cesar), que a patrocinam para participar do filme do diretor Gerry Damiano (Hank Azaria, de Smurfs e Godzilla) e a tornar praticamente uma lenda, lançado em 1.972.

lovelace d09 _163.NEF Lovelace - 06

Dirigido pela dupla Rob Epstein e Jeffrey Friedman (Uivo) no segundo trabalho de direção de longas, ‘Lovelace’ (2013) é a biografia de uma verdadeira lenda dos cinemas e a história por trás das câmeras, os fatos que levaram Linda a participar da obra e tudo o que sofreu em seu casamento,  fatos que ela mesmo registrou em seu livro ‘Ordeal’, lançado em 1.980. A partir de então, Linda dedicou sua vida como ativista política pelos direitos das mulheres, em franca oposição ao mercado pornográfico.

Comente este artigo