Baseado no aclamado livro Negação – Uma História Real, sobre a negação do Holocausto

A trama baseado em fatos reais, em parceria e coprodução com a BBC Films é o típico filme de tribunal, onde destaca bem os heróis e vilões. De um lado está Deborah, pesquisadora idealista que se dedica não apenas à verdade histórica, mas também em denunciar mentiras proferidas sobre o Holocausto, do outro está Irving, astucioso e amigo do povo, buscando sempre os holofotes da fama. Por mais que sejam personagens com esteriótipos, ambos são bem representados por Rachel Weisz e Timothy Spall. É o confronto entre eles que move o longa-metragem, já que Irving decide processar a pesquisadora por difamação.

A narrativa é apresentada de forma direta e quase documental, o que é pertinente para um filme que apresenta o êxito de um trabalho científico, reverente com uma das maiores tragédias do século XX sobre a barata manipulação emocional e psicológica do antagonista.

Com um grande elenco e magníficas atuações, o filme Negação é uma ótima opção para quem se interessar pelos temas discutidos na trama.
Em um determinado momento em que Deborah e sua equipe de advogados estão em Auschwitz e está tudo nublado, e ela começa a chorar, quando a câmera corta a cena do rosto dela para mostrar uma cerca de arame farpado em que o orvalho escorre parecendo uma lágrima, essa cena fica impactante pois perfeitamente retrata a tristeza daquele lugar, a quantidade de vidas que foram ceifadas e a dor que uma judia devia estar sentindo ao estar ali.

Negação é o tipo de filme em que espectador se vê até rindo de um gracejo ou outro, é uma trama recomendado para todo tipo de pessoas e uma lição de que nem sempre o seu discurso nas redes sociais é simplesmente sua inocente opinião e que as pessoas que usam deste artifício para expressar ofensas devem e arcarão com as consequências de suas palavras.

Negação já está disponível em DVD na 

 

 

Comente este artigo