Selecionado para o prestigiado Festival de Sundance, Viva fala sobre amores, preconceitos sonhos e família.

Jesus (Héctor Medina) é um garoto cubano de 18 anos tentando descobrir sua identidade. Incerto sobre o seu futuro, ele faz a maquiagem em um clube de drag queens de Havana onde sonha em ser um performer. Quando finalmente tem a chance de subir no palco, ele é socado pelo pai, Angel (Jorge Perugorría), um ex-boxeador ausente da sua vida por 15 anos após ter sido preso. Perante o conflito entre os dois, eles lutam para entender um ao outro.
Nesta coprodução entre Irlanda e Cuba, a cidade de Havana é vista como um local de informalidades. A pobreza leva a práticas de corrupção e roubo, mostradas pelo diretor Paddy Breathnach como única solução possível aos habitantes. Não se fala em instituições políticas nem religiosas: os cubanos estão abandonados à própria sorte, cada um por si. Assim, o adolescente Jesus, que levou toda a vida longe do pai presidiário, precisa aprender a sobreviver sozinho quando a mãe morre.


O filme é bem interpretado e apesar dos lugares comuns todo o melodrama é realizado com certa dignidade. Principalmente ressuscita os bons tempos dos boleros cubanos trágicos e gritados com toda a garganta possível só que naturalmente interpretado por travestis quase todos de mais de 60 anos. Com uma exceção, que vem a ser o jovem ator central do filme, um rapaz inexpressivo mas com cara de bonzinho e jeito discreto.


Selecionado para o prestigiado Festival de Sundance, Viva fala sobre amores, preconceitos sonhos e família. Cada um desses tópicos são abordados pelo roteiro de maneira bastante profunda. No primeiro ato, uma apresentação encovada do protagonista, logo criamos uma empatia pelo personagem, fruto talvez da impressionante atuação de Medina.

No segundo ato, o filme parecia que ia se perder com subtramas pouco exploradas e personagens buscando seu entendimento mas logo se chega nos atos seguintes onde segredos são revelados e o protagonista mostra seu amadurecimento, deixando a conclusão com fortes cargas de emoção.

Reserva sua cópia de VIVA na eWmix.com – 16

Comente este artigo