O Primeiro Homem – conta a história do primeiro homem a pisar na Lua.

O filme conta a história do astronauta norte-americano Neil Armstrong (Ryan Gosling) – o primeiro homem da história a pisar na Lua.

A trama apresenta todos os dilemas pessoais de Neil, e toda a pressão política e social sofrida pela NASA durante as perigosas tentativas da primeira viagem espacial.

Direção de Damien Chazelle (de WhiplashLa La Land, vencedor do Oscar) e assinado por Josh Singer (The Post – A Guerra Secreta).

O enredo de O Primeiro Homem baseou-se no livro homônimo de James R. Hansen, que documentava a sucessão de eventos pessoais e profissionais que culminaram na ida de Armstrong, com a Apollo 11, à Lua.

03 O Primeiro Homem.jpg

O roteirista conseguiu se aprofundar no lado real de Neil Armstrong – desconstruindo a imagem do mito e mostrando seu lado depressivo e de comportamento difícil.  E também, mostrar os detalhes pouco conhecidos dos bastidores das missões e o momento político da época nos Estados Unidos e no mundo.

O fato de as viagens espaciais, vistas de dentro, parecerem ser muito mais abrasivas e perigosas do que poderíamos imaginar, é parte do poder bruto do filme.

Mesmo que o espectador tente evitar o mal-estar físico fechando seus olhos, o excelente trabalho sonoro significa que não há escapatória. Por se tratar de tecnologias mais antigas e rudimentares, os módulos espaciais criam uma ambientação angustiante, com peças metálicas rangendo e se dilatando como se fossem despedaçar a qualquer momento. O contraste entre o interior barulhento dos módulos e o silêncio do espaço também surte um efeito curioso.

Mostra que morte está sempre à espreita. O íngreme fator de risco, o grande número de pilotos e astronautas que perderam suas vidas, o assustador e macabro impulso das viagens – tudo era um sonho à beira de um abismo.

01 O Primeiro Homem.jpg

Chegar à Lua foi a realização de muito trabalho e sacrifício, não de algumas doses de heroísmo. O mais importante, segundo o diretor Chazelle, é entender como um homem rompeu barreiras para todo um planeta e continuou a ser apenas humano. Essa relação está implícita na famosa frase de Armstrong – “Um pequeno passo para o homem, um grande passo para humanidade”. O feito coletivo é grandioso e histórico, mas sua realização depende de esforços individuais, tanto de astronautas e engenheiros, como das suas famílias

O elenco também é algo impressionante:  Ryan Gosling trás essa imagem enigmática perfeita para o personagem. Mas quem rouba a cena é Claire Foy (Uma Razão Para Viver, The Crown), que faz o papel da esposa de Neil e mostra uma presença cênica que vai da força à doçura numa naturalidade impressionante.

Trata-se de uma obra sobre desbravamento, fixação e sonho. E sobre olhar o mundo sob uma nova perspectiva. É uma produção sobre heroísmo, mas não sobre heróis.

Pegue carona nessa fantástica viagem com O Primeiro Homem, e divirta-se.

Já esta disponível na ewmix

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s