Halloween – o clássico está de volta e com a benção de John Carpenter

Alguns clássicos raramente ficam intocados por Hollywood, e o icônico terror Halloween de John Carpenter, com certeza não foi deixado em paz. Chega então essa nova revitalização com o aval de Carpenter e produção da Blumhouse Pictures. Dirigido por David Gordon Green (O Que te Faz Mais Forte), conta com a volta de Jamie Lee Curtis ao papel que a eternizou.

Quatro década depois de ter escapado do ataque de Michael Myers em uma noite de Halloween, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) terá que confrontar o assassino mascarado pela última vez. Ela foi perseguida pela memória de ter sua vida por um triz, mas dessa vez, quando Myers retorna para a cidade de Haddonfield, ela está preparada.

Em Handonfield, ela vive relativamente próxima de sua filha Karen e sua neta Allyson. Enquanto a filha vive incomodada pela presença sufocante e desequilibrada da mãe e atormentada pelos traumas do passado, a neta, parece ser bem mais paciente e compreensiva com a avó.

Assim, a história ganha maior densidade e unidade ao nos apresentar gerações distintas em simbiose, numa busca constante de compreensão para os fenômenos e acontecimentos que adentram as nossas vidas e nos impedem de direcionar as coisas exatamente como idealizadas.

02halloween

A trama consegue criar um clima de tensão principalmente no terceiro ato do filme. Halloween é um presente para os nostálgicos que tem o final dos anos 70 e 80 como referencia para filmes de terror – todos os elementos estão presentes, das cenas picantes entre jovens, até os momentos de tensão e perigos diante deles.

Há uma galeria de imagens gráficas e sanguinolentas, mas essa violência geralmente não é infligida em frente à câmera. É nessa escolha de esconder mortes para revelá-las depois que Gordon Green mais acerta e se aproxima de Carpenter.

O filme apresenta algo interessante e que merece menção – demonstra um empoderamento feminino na história. Laurie mostra que mesmo diante do perigo ela não se ausenta de enfrentar o medo e lutar pela sua família, se tornando uma verdadeira heroína.

05 halloween

Halloween é sem dúvida exímia demonstração de respeito ao clássico. O filme propositadamente se prende na forma, porém caminha de modo autônomo, tendo pouca dependência do capítulo anterior.

Para os que não assistiram à obra de Carpenter, basta saber que Michael Myers é um serial killer que foi preso após uma noite de crimes, deixando um trauma profundo em Laurie Strode.

Com isso, temos aqui uma das melhores experiências de filme slasher dos últimos anos.

Já disponível na ewmix

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s