Boy Erased: Uma Verdade Anulada – filme tem um papel social ao mostrar os horrores da terapia de conversão gay

O jovem Jared (Lucas Hedges) de apenas 19 anos mora numa pequena cidade conservadora do Arkansas. Ele é gay e filho de um pastor da igreja batista.

Chega um momento em que ele é confrontado pela família – ou arrisca perder sua família e amigos ou entra num programa de terapia que busca a “cura” da homossexualidade.

O filme é escrito e dirigido pelo australiano Joel Edgerton (O Presente, 2015), e foi adaptado de um livro de memórias de Garrard Conley.

Garrard estava determinado que a sua história e o tratamento errôneo que recebia não fossem descartados como uma aberração, confinada aos remansos fundamentalistas dos Estados Unidos. Em sua opinião, a terapia de conversão é “uma prática trágica”, nascida de um preconceito de longa data e disseminado na sociedade americana.

03 Boy Erased

Jared é forçado pelo pai a frequentar um “acampamento” de correção sexual, criado para entender o que há de errado com esses jovens perfeitamente normais e colocá-los novamente no caminho certo. No comando desse “programa de recuperação” está Victor Sykes (interpretado pelo diretor do filme Joel Edgerton), um homem que “se livrou dos seus pecados” e agora exorciza os dos outros.

No centro do furacão, Hedges encarna todas as dúvidas de um jovem em busca de si mesmo, enquanto Nicole Kidman e Russell Crowe dão todas as camadas para que os pais de Jared não sejam monstros, apenas humanos que precisam superar a sua ignorância.

As melhores cenas em Boy Erased são os flashbacks nos quais vemos Jared vivendo e enfrentando assuntos emocionais básicos de adolescentes – como descobrir como repelir os avanços sexuais de sua namorada de colegial sem ferir seus sentimentos.

Hedges é um ator tão sensacional e sensível, que faz com que até esses pequenos momentos sejam fortes e emocionantes. Nesse estágio, Jared ainda não tem certeza de que é gay e não pode se dar permissão para descobrir. Está tão confuso e angustiado com o que aconteceu com ele, que por um tempo ele passa pelo filme catatônico como um fantasma.

05 Boy Erased.jpg

O título – Menino Apagado, em tradução livre – sintetiza o processo vivido por Jared. Na tentativa de ser a resposta certa para o pai, ele gradualmente se anula. Uma dor que não precisaria ser vivida se o argumento mais simples fosse compreendido desde o início: amar, a si mesmo e ao outro.

Boy Erased: Uma Verdade Anulada, é uma reflexão angustiante, mas necessária. Num mundo repleto de conservadorismo, é importante uma obra que trata do tema de forma clara e bem desenvolvida.

Muitos vão tratar o longa como “o filme sobre cura gay”, mas na verdade, o que temos é uma obra sobre família. O que é muito mais interessante.

Já esta disponível em  ewmix

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s